Projetos

A Reserva Kautsky com 300.000m² é dotada de uma estrada sinuosa que leva até a Capela e de mais de 20 trilhas com diferentes características, o que enriquece ainda mais a flora e a fauna.

As características desta região, a dedicação e a história de seu idealizador Roberto Anselmo Kautsky, que são reconhecidas pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro e por instituições nacionais e internacionais de pesquisas, torna a Reserva Kautsky uma área com potencial para realização de atividades diversas que vem a contribuir muito para as pessoas em diversos aspectos: sociais, ambientais, científicos e religiosos.

Atualmente, as trilhas ecológicas lá encontradas são utilizadas como ferramenta para a Educação Ambiental e recebem desde estudantes de Escolas e Universidades do Espírito Santo até pesquisadores de outros países.

Estas trilhas receberam sinalização e foram interpretadas com a identificação de espécies curiosas ou ameaçadas de extinção, tendo este projeto recebido o nome de “Aprendendo com a Floresta”.

O Instituto Kautsky busca com este projeto melhorar as condições de sua coleção, tornando-a um centro de referência na família das Orquidáceas e Bromeliáceas. Pretende ainda promover o intercâmbio de espécies e informações, oferecer subsídios para o trabalho dos professores em sala de aula, oferecer suporte às pesquisas científicas, bem como desenvolver pesquisas científicas voltadas para a conservação, com ênfase nas espécies endêmicas, raras e ameaçadas de extinção.

Acreditamos que a reserva é um excelente espaço para receber visitantes e estudantes, que após a visita terão noção da biodiversidade que a reserva possui, conhecendo assim um pouco mais sobre a mata atlântica, as plantas e animais que necessitam de proteção para não entrarem na lista de extinção.

Citemos alguns objetivos do projeto:

1. Fomentar o turismo científico-cultural criando um nicho para pesquisadores das áreas de Ciências Humanas e Naturais para realização de estudos, troca e multiplicação de conhecimentos;
2. A partir da premissa “Ver – Fazer – Aprender”, receber grupos acadêmicos dos diversos níveis de ensino que, vivenciando a rotina da floresta, tornarão concretas as teorias concebidas em sala-de-aula.
3. Estimular a prática de recomposição de ambientes, através de reintrodução, possibilitando aos nossos visitantes conhecer as espécimes da Mata Atlântica.

Algumas ações desenvolvidas com o Projeto “Aprendendo com a Floresta”

Aula de Campo:
1 2

Ecoturismo:
3 4

Educação Ambiental:
5 6

Trabalho de Pesquisa:
7 8

Atividade pela busca da Paz Interior:
9 10

Plantio de árvores:
11 12

Reintrodução de Plantas:
13 14

Trabalho de Pesquisa com o Mestre Roberto Anselmo Kautsky:
15 16

Educação Ambiental: A importância da Água
17 18